Postagens Populares

Resenha: Obsidiana — Jennifer L. Armentrout - Saga Lux #1

31 de mar de 2017



Obsidiana -Ele só pode ser de outro planeta!


Começar de novo é um saco.

Quando a gente se mudou para o interior, bem no início do último ano do colégio, eu já vinha me preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices…Até dar de cara com o meu vizinho lindo, alto de dar tontura e com intimidantes olhos verdes. Hummm…os prognósticos estavam melhorando.

Até que…ele abriu a boca.

Daemon é irritante. Arrogante. Dá vontade de matar. A gente não se dá bem. Não mesmo. Mas, quando um caminhão quase me transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão e aí, bom, algo inesperado acontece.

O alien gato (meu vizinho) tem poderes!!!

Você me ouviu bem. ALIEN! A verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em mim brilha como árvore de natal e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Daemon até a magia alienígena desaparecer.

Quer dizer, isso se eu não matar o cara primeiro.

Título: Obsidiana - Ele só pode ser de outro Planeta!
Série: Saga Lux - Livro 1
Autora: Jennifer L. Armentrout
Páginas: 320
Ano: 2015
Idioma: português 
Editora: Valentina



Leia o primeiro capítulo, AQUI.



Onde Comprar?

ou, para baixar em PDF, MOBI ou Epub: AQUI.


Resenha:


Katy é uma garota muito reservada e vive de cara nos livros e em seu blog literário.
Ela se muda com sua mãe para uma cidade pequena e pouco habitada, onde todos se conhecem, e o pior, onde a maioria dos habitantes são tanto quanto.... Esquisitos.
Katy faz amizade com a sua vizinha, que se chama Dee. As duas tem a mesma idade, 17, e desenvolvem uma grande amizade e tornam-se melhores amigas em um pequeno espaço de tempo. Mas é totalmente oposto com o irmão gêmeo de Dee, o Daemon, Katy não fez amizade com ele, e não foi por falta de tentar.... Daemon é Gato, alto, possui brilhantes e intensos olhos verdes, cabelos pretos e caídos sobre a testa e e um abdômen su-peeeeer definido. É o famoso pedaço de mal caminho, aquele cara que todas desejam ter como vizinho. 




O problema é que Daemon tem uma certa implicância com Katy, que claro, devolve na mesma moeda. Ele é arrogante, convencido e age como se a odiasse, é um perfeito babaca. 


— Acho que seu irmão não foi com a minha cara.Ela franziu a testa.— O quê?— Seu irmão, acho que ele não gostou de mim. — Virei o corpo para o carrinho e arrumei lugar para a carne. — Ele não foi muito...prestativo.—Ah, não — lamentou ela, rindo. — Desculpa. Meu irmão é de lua.

Daemon pede para Katy se afastar de sua irmã, alegando que ela não é como a Dee, e que pode colocar a vida dela em perigo. Katy sem entender nada, e com raiva pela ousadia de Daemon de dizer que ela não é uma boa companhia para Dee sem ao menos conhece-la, nega a se afastar, fazendo assim com que eles tenham uma convivência diária, até mesmo fora da escola. 
Nesse meio tempo que Katy passa com eles, ela percebe o quanto as coisas, as pessoas e até mesmo eles agem de forma estranha naquela cidade. Coisas inusitadas começaram a acontecer, coisas que fazem katy se perguntar se está delirando. 


Em um segundo, ele estava ao lado de Dee e, no outro, tinha aparecido bem na minha frente. Tipo, bem na minha frente. Ninguém se movia tão rápido. Era impossível. Mas ali estava ele, um gigante me encarando do alto.



Quando katy está com os dois, as pessoas olham de uma forma estranha para ela, até mesmo seus professores, como se ela fosse deslocada ou tivesse fazendo algo errado, ou com as pessoas erradas, talvez?

— Ah, quer dizer que vocês não são daqui?A risada dela se apagou e o olhar se desviou do meu.— Não, não somos daqui.



— Ela não é bem-vinda na nossa casa —interrompeu Daemon, se virando para a irmã. — É sério.pega de surpresa pela acidez daquelas palavras, dei um passo para trás.Dee, no entanto, não fez o mesmo. Suas mãos delicadas se fecharam em punhos cerrados.— Eu estava pensando que a gente podia mexer no canteiro, que é do lado de fora, e não dentro de casa, até onde eu sei.— Não importa, não quero ela lá.— Daemon, não faz isso. — falou Dee baixinho, com os olhos enchendo de lágrimas. — Por favor. Eu gosto dela.

....


 — Eles são seus amigos, Dee. Eles são como você. Não tem necessidade de se aproximar de alguém... Alguém como ela.

...

— Qual é a merda do seu problema? Ele me encarou com uma expressão estranha no rosto.— Você.— Eu sou o problema? — Dei um passo adiante. — Eu nem te conheço. E nem você me conhece.— Vocês são todos iguais. —Contraiu os maxilares. — Não preciso te conhecer. Não quero.Joguei as mãos para o alto, frustrada.— Bom, por mim tudo bem, colega, porque eu também não quero te conhecer.
Quando uma pequena briga e por sinal, muito comum acontecem entre ela e Daemon, influenciando um pequeno incidente, Katy acaba descobrindo que não estava errada ao desconfiar dos estranhos acontecimentos e das pessoas que a tratavam com tanta repulsa naquela cidade.


— Não vou te machucar, Kat. — repetiu num tom mais suave, embora ainda entremeado pela raiva, enquanto tentava me conter sem me machucar. — Eu nunca seria capaz de te ferir.

 — Você é o quê? Um vampiro?Ele revirou os olhos. — Tá falando sério? —O quê? — Não disfarcei a frustação. — Você me diz que não é humano, mas não me fala o que é! Você parou um caminhão sem tocar nele!— Você lê demais. ­— Daemon expirou devagar.


. Mas como será que Katy vai reagir ao descobrir que seus vizinhos são Aliens e possuem superpoderes? E mais, que sua vida está em completo perigo, e pior, se vê obrigada a ficar colada no seu vizinho gos-to-so/ba-ba-ca para o bem dela e de Dee.

— Kat?Tomando ar, encarei-o.— O quê?Um sorriso afastou seus lábios.— Você sabe que eu adoro um desafio, né?Eu ri e me virei para a porta, mostrando o dedo do meio para ele.— Eu também, Daemon. Eu Também.


Minha Opinião:

Já quero avisar que tentei dar o menos spoilers possíveis na resenha. A sinopse dá muito spoiler, e eu quis evitar dar outros, porque a história ficaria super sem graça...Então se vocês acharem a resenha meio "vaga" e por isso, estou poupando vocês dos spoilers, hahahah.

Também quero avisar que quem não gosta de livros clichês de adolescentes, é bom nem chegar perto desse livro. Em partes de romance, ele é totalmente clichê, e a linguagem é totalmente adolescente, então não esperem nada maduro... O livro conta história de jovens passando pela transição de adolescentes para adultos, então CREIO eu que vão amadurecendo conforme a história. 

Não estou dizendo que a história é ruim por serem adolescentes, pelo contrário, é uma história ótima, e agora é uma das minhas preferidas, estou morrendo de amores por essa série... Só quero dizer que, se você não gosta da temática e do estilo  do livro... Entenderam? Vi muita gente falando mal dele por ele ser um livro adolescente, mas é simples e fácil, se não gosta do estilo, não leia.

Voltando a resenha, é um livro clichê como eu disse, o cara gato e arrogante e garota que mesmo odiando, gosta dele, hahaha. Mas não deixa de ser um ótimo livro, com ótimos personagens que deixam com um gostinho de "Quero um livro só para esse personagem". 

Eu não sou muito fã de fantasia, nas esse livro, o jeito como a autora colocou a fantasia, o jeito como trabalhou a mistura de sobrenatural com humano, a preocupação com cada detalhe, sem deixar nenhuma lacuna de dúvida aberta sobre o "outro mundo" me encantou e me despertou a vontade de ler mais do gênero (Para vocês verem como é bom, hahaha). 

Devo frisar que em várias partes do livro eu quis enforcar a Katy por ser tão teimosa, e em outras eu quis matar o Daemon por ser tão babaca e quis beija-lo por der tão...Daemon, hahaha. 

Não posso esquecer de dizer que o livro é narrado pela Katy, e que ela e super engraçada, e que nutri um amor pelos livros, pelo blog, por tags, hahaha... 

Sobre a capa? Amei! Confesso que só comprei ele por causa da capa! É linda demais, aliás, são lindas! Não tinha lido a sinopse de início, só li quando chegou aqui em casa, e cara, quando comecei a ler o livro, percebi que a sinopse dá muito spoiler, isso me deixou meio triste porque eu meio que já sabia algumas coisas por conta da sinopse, mas fora isso, tudo perfeitinho

Eu super indico o livro, leiam leiam e leiam! 

Outros Títulos da saga:






1- Shadowns (0.5) 
2- Obsidiana (1.0) - Lançado no Brasil.
3- Oblivion (1.5)
4- Onix (2) -  Lançado no Brasil.
5- Opala (3) -  Lançado no Brasil.
6- Origin (4)
7- Lux Oposition (5)


Em breve farei um post sobre a saga para que vocês possam conhecer os livros, suas história e sua ordem cronológica.


Alguns de vocÊs devem saber que amo ler escutando música e que faço uma trilha sonora para cada livro, com esse não foi diferente...
Fiz uma playlist onde selecionei as músicas que ao meu ver combinam com esse maravilivro. Vou deixar a playlist aqui, espero que gostem!





Espero que esses livros estejam em suas WishList, hehehe.
Um Beijo cheio de luz, e até o próximo post!


2 comentários

  1. Amei a resenha Kel, eu tenho este livro em casa e comprei pela capa( que feio ne) kkk, eu nem se quer sabia sobre oque se tratava .. foi mais indicações amei a capa e pronto ..kkk apos a sua resenha mar a.. vai entrar para tbr de abril!! Parabéns beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Menina, eu amo essa saga! Li sem nenhuma expectativa e agora estou desesperada pelo "Origim".Hahaha
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.