Postagens Populares

Resenha - Um Lugar Para o Amor - Irmãos Devaney - Livro 01 — Sherryl Woods

7 de ago de 2016




Livro: Um Lugar Para o Amor (Irmãos Devaney #1)
Autora: Sherryl Woods
Ano: 2016 
Páginas: 252
Idioma: português 
Editora: HarperCollins Brasil


Ele vivia na solidão do passado... Mas não tardaria para o presente invadir seus dias! Abandonado pelos pais e separado dos irmãos, Ryan Devaney jamais deixou que alguém se aproximasse demais. Afinal, as pessoas não ficavam por muito tempo Mas sua sorte muda quando a porta de seu bar irlandês é escancarada por uma ruiva intensa e apaixonada pela vida. Maggie O'Brien decide que chegou a hora de derrubar de uma vez por todas a muralha de gelo em torno do coração de Ryan. Ele insiste em afirmar que não acredita no amor, mas o sorriso radiante e o toque carinhoso de Maggie fazem com que mude de ideia pouco a pouco. Um espírito solitário que encontra conforto... O despertar de sonhos há muito esquecidos... Ryan se dá conta de todo o tempo perdido e agora seu maior desejo é reencontrar os irmãos. Mas ele estaria pronto para aceitar o desafio de Maggie, e reservar dentro dele um lugar destinado ao amor dela - para sempre?



Para Baixar em PDF, ePub, Mobi ou ler Online: Aqui

Classificação:
( Cenas Picantes, Mas Leves)


Resenha

Ryan Devaney  é um cara carrancudo e mal-humorado que não acredita no amor. Quando quando pequeno foi abandoando pelos pais e junto com seus irmãos foi parar em um lar adotivo e lá pelas circunstâncias os separaram. Ryan não ficou lá por muito tempo, nem permitiu que o adotassem. Logo conheceu Padre Francis, que agora é como uma família para ele. Ryan Também é dono de uma bar irlandês muito famoso em Boston.


Meggie é uma mulher cheia de atitude que abandonou o emprego como contadora que não a agradava mais e  resolve morar na casa dos pais até achar um emprego melhor, mas a caminho o pneu de seu carro furou bem na véspera do feriado de Ação de Graça pegando-a totalmente desprevenida. Meggie sem saber o que fazer, pois já havia ligado para todos os serviços de guinchos possíveis e não obteve respostas de nenhum, afinal era véspera de feriado, resolveu pedir ajuda em um bar desconhecido.
Assim que entrou e explicou sua situação, e o Padre Francis que é um padre muito intrometido, ofereceu a ajuda de Ryan para leva-la a casa de seus pais. Ele achava que era uma oportunidade perfeita para Ryan conhecer Meggie, afinal insistia que Ryan precisava se casar para se livrar da soidão e magoa que guardava consigo.  Ryan hesitou mais logo cedeu e resolveu leva-la. Pois uma das características de Ryan é ser muito bondoso.


– Talvez possa levar a moça em casa.
Antes que Ryan pudesse listar todas as razões pelas quais aquela era uma péssima ideia,
um par de olhos verdes como o mar encontraram os dele.
– Faria isso? Sei que é um incômodo. Tenho certeza de que tem seus próprios planos para a véspera do Dia de Ação de Graças, mas estou mesmo desesperada.
– E quanto a pegar um táxi? Terei prazer em chamar um, e logo estará em casa.
– Tentei isso também – disse ela. – Mas é uma viagem longa. Não há muita gente nas ruas. A maioria das pessoas está em casa, com suas famílias. Ambas as empresas de táxi que contatei se negaram a me atender.
– Ryan, meu rapaz, se algum dia houve uma moça em apuros, parece ser essa jovem.
Certamente não negará um pedido tão simples – interveio padre Francis.
– Sou um estranho – lembrou Ryan, dirigindo o olhar a ela com a testa franzida. – Não sabe que nunca deveria aceitar carona de estranhos?
O padre Francis soltou uma risada baixa.
– Acho que ela pode confiar na palavra de um padre de que você é um perfeito
cavalheiro.

Meggie se sentiu muito atraída por Ryan, que por sua vez é um bom partido, olhos azuis e cabelos negros, mas o que mais lhe chamou atenção foi o fato de Ryan ser calado e misterioso, Meggie O'Brien adora um mistério para desvendar.
Conversando com Padre Francis Meggie descobriu algumas cosias sobre Ryan nas quais se interessou muito por saber mais sobre ele. De primeira se ofereceu para ajuda-lo em um abrigo no dia de Ação de Graças, onde pode conhecer Ryan um pouco mais.

– Há quanto tempo o conhece?
– Há 17 anos.
Maggie lhe dirigiu um olhar penetrante.
– Algo me diz que há uma história nesse conhecimento.
– Sim, mas acho que deixarei que Ryan lhe conte quando quiser. – O olhar do padre encontrou o dela. – Aceita um pequeno conselho de um estranho?
– Do senhor, padre? Claro que sim.
– Ryan se parece um pouco com um bom vinho. Não pode ser apressado, se quiser obter o melhor dele.
Maggie soltou uma risada.


Ryan também se sentia muito atraído por Meggie, mas a achava um tanto quanto intrometida por querer saber de sua vida, afinal, ele não gostava de se aproximar muito de mulheres de tal modo que pudesse se apegar, seus relacionamentos com elas era sexo e mais nada.

– Bem, mas a estou oferecendo de qualquer maneira. Uma mulher como Maggie só aparece uma vez na vida de um homem, se ele tiver sorte. Não seja idiota a ponto de deixá-la escapar.
– Nem ao menos a conheço – argumentou Ryan. – Tampouco você. Portanto, não exageremos.
– Está me dizendo que aquela mulher não o faz perder a cabeça?
Ryan franziu a testa diante da pergunta.

Meggie passou a deixar claro que queria se aproximar de Ryan, pois acreditava que ele era o homem de sua vida . Então, passou a freqüentar o bar constantemente sozinha e com sua família, que a proposito gostaram muito de Ryan e logo o acolheram como um bom amigo da Família.
– Oh? E por que isso?
– O que quer de mim? – Ryan se viu incapaz de suprimir o tom impotente e desconcertado na voz.
A expressão de Maggie vacilou diante da pergunta direta.
– Honestamente? – Ryan assentiu com a cabeça. – Não estou bem certa – respondeu
Maggie, como se achasse aquilo tão desconcertante quanto ele.
– Então está entrando em um jogo muito arriscado – preveniu Ryan.
– Eu sei – concordou ela, sustentando-lhe o olhar. – Mas não consigo me conter. Parece que sou atraída para cá o tempo todo. Há algo neste lugar, em você... – A voz de Maggie falhou e ela deu de ombros. – Não sei explicar.


Ryan tentou reprimir seus sentimentos porque ainda tinha medo de ser abandonado outra vez,  mas enfim cedeu, deixando 
Meggie entrar em sua vida. Meggie passou a ajuda-lo a lidar com o complexo passado e os dois embarcaram em um lindo romance.

– Você é a mulher mais extraordinária e exasperante que já conheci. É linda, forte e inteligente... e, antes que o diga, sei que não estou fazendo muito sentido, mas é porque fico sem palavras apenas de olhar para você.
– Ryan Devaney, nunca ficou sem palavras em um só dia de sua vida – disse ela.
– Neste momento, estou – insistiu ele. – E apavorado com a possibilidade de não encontrar as palavras certas para convencê-la a passar o resto da vida ao meu lado.



Minha Opinião:

Eu estava com um pouco de ressaca literária e fui procurar um livro que me curasse dessa ressaca, assim que vi esse livro pensei " É esse o Livro" e não me arrependi, pelo contrário, estava certa. Quando comecei a ler na primeiras páginas fiquei um pouco receosa por ser narrado em 3º pessoa, confesso que tenho um pouco de preconceito com esse tipo de narração, são poucas as que conseguem me prender, mas esse livro não só conseguiu me prender como ganhou meu coração, eu o amo ardentemente! (hahahaha)
Não torcer ara esse casal desde o começo é impossível!! Ryan é tão fofo mais não quer se mostrar assim, Meggie é tão engraçada que cheguei a rir em algumas situações que ela encurralou Ryan. O livro é um tanto quanto Clichê, mas é aquele tipo de clichê que conquista o coração de todos!
O Padre Francis é realmente o padre literário mais intrometido e divertido. Ryan tem um amigo cozinheiro que trabalha em seu bar, e ele é maravilhoso! (Esperando o livro dele)
O livro não gira só em torno do romance dos dois, mas a narração gira em torno de outros acontecimentos muito legais por sinal, e é isso que deixa o livro mais encantador na minha opinião.
Narração leve, o livro é bem pequeno, dois, no máximo três dias vocês conseguem termina-lo!
Há, os Devaneys são maravilhosos e os próximos livros devem render histórias maravilhosas desses irmãos, estou super ansiosa para ler os próximos!!!


Série Irmãos Devaney


1- Um Lugar para o Amor
2- Um Lugar para o Coração
3- Um Lugar para Esperança
4- Um Lugar para o Perdão
5- Um Lugar para o Desejo



Espero que tenham gostado, comentem o que acharam do livro, da ressenha, uma xicara de Chá e XoXo







4 comentários

  1. Oi Raquel, adorei sua resenha. Nunca tinha ouvido falar desse livro, e gostei bastante da premissa. Vou deixar ele anotado na listinha aqui, quem sabe eu não compre e não comece a leitura ;)
    Beijos

    http://entre-linhaseparagrafos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Bárbara <3
      Eu Também não, nem mesmo nas redes sociais das editoras, acredita? Descobri ele numa Livraria, estava na promoção! Não sabia que seria tão bom, hahaha! Espero que goste dele, porque ele já é meu amorzinho!

      Excluir
  2. "Amo ardentemente" nao faço a minima ideia da onde seja isso kkkk

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.